Filmes do mês: Percy Jackson e o Ladrão de Raios

O mês de março foi incomum para mim no quesito filmes. Fui muuuuuuuuuuuuuuuito ao cinema, pra curtir tudo o que tinha direito: drama, comédia, romance, aventura! aiai Cinema é bom demais, não?

Comecei com o adolescente Percy Jackson e o Ladrão de Raios, aventura baseada no livro de mesmo nome, do escritor Rick Riordan, que se envolve muito bem com os lances de mitologia grega.

Apesar de algumas alterações significativas em relação à obra Chris Columbus fez um bom trabalho.

Na verdade, acho que ele lavou a alma e o corpo, com sal grosso, pra tirar a urubaca da J.K.Rowling já que ela não o deixou ter muita liberdade em relação ao texto dos dois primeiros Harry Potter. E, cá entre nós, se ele tivesse feito o que queria Lord Voldemort nem teria dado as caras nos dois primeiros filmes a julgar pelo que ele fez com este Percy Jackson.

Um erro é ir ao cinema pensando que vai assistir ao começo de um novo Harry Potter, mesmo que as comparações sejam inevitáveis, começando pelo diretor do longa e chegando a detalhes mínimos da saga, como a existência de um trio de “heróis”, por exemplo.

A questão é que Percy Jackson, embora possua, digamos, a mesma “fórmula” de outros similares, parte de uma mitologia já existente em nossa mente: os deuses do Olimpo e isso torna tudo mais interessante. Conhecemos as histórias, conhecemos os heróis, já assistimos o filme Tróia e o desenho Hércules, então o que Rick Riordan vai fazer de diferente no próximo capítulo?

Como a Medusa se encaixa?

Mas peraí… Zeus andando por Nova York? Sátiros que vão à escola? O Minotauro?

Pois é… só assistindo pra saber como a mitologia grega pode ser super divertida!

Anúncios