Rio de Janeiro Parte 2

Como eu prometi neste post aqui, hoje resolvi postar algumas fotos da minha viagem ao Rio de Janeiro.

Pra começar: fui de avião. O Rio é longe pra caramba e por terra não rola né… São mais de 1.400km e seriam mais de 20 horas de ônibus. O feriado era prolongado mas nem tanto…

Fui recebida com muito carinho por Raquel e Déia que foram me buscar no aeroporto. Duas pessoas que AMEI conhecer. Dani, que é de Sampa e eu já conhecia, também foi com elas. Imaginem só o auê que fizemos por lá…

Primeiro passeio? Praia de Copa. Andamos bastante, almoçamos por ali e a tarde fomos para o Forte de Copacabana, só para curtir a vista de cima dos canhões e, claro, experimentar a Confeitaria Colombo, habitante perene do meu imaginário desde os primeiros encontros da nossa galerinha no Rio.

Claro que o Cristo não podia ficar de fora assim como o Pão de Açúcar. Duas vistas lindas demais!!!!!

Também visitamos o MAM, em Niterói. Aliás, foi durante essa visita que fiquei sabendo do apelido da cidade: Nikite ou Niki, para os íntimos…. rs

Também teve festa de aniversário da filha da Lia. Festa temática vejam só: Halloween. A filha dela é uma fofa e a festa foi demais. Me diverti bastante. hehe

E, pra finalizar, ainda tive a oportunidade de conhecer pessoalmente um pessoa super querida! A Lúcia, que até então só conhecia pela internet. Ela foi me encontrar no aeroporto, na hora de vir embora já. Conversamos um monte e posso dizer que ela é mesmo super!

Enfim, adorei fazer novas amigas pessoalmente (Lúcia, Lia e sua família fofa, Raquel, Déia, Elaine, Débora, Daise Ruth, Rafaela) e também rever as que eu já conhecia (Dani e Marta). Valeu muito a pena apesar da correria que foi o feriadão.

Observação: As fotos aumentam. É só clicar!

Red Carpet – Golden Globe Awards

Desde o início da preparação para minha formatura, em meados de 2003, que eu passei a me interessar mais intensamente por moda, maquiagem e afins: precisava encontrar o traje perfeito para o grande dia.

E assim comecei a dar mais atenção às premiações internacionais, principalmente o Oscar. Mas depois, já passada a formatura, vieram também os Globos de Ouro, Emmy’s, Grammy’s e o que mais tivesse red carpet com celebridades se arrumando um pouquinho melhor…

O Globo de Ouro do dia 18 apresentou muitos looks incríveis mas tinha umas coisas esquisitas também… <<vergonhaalheiamodeon>> kkkkkkkk

Vamos aos meus eleitos então!

P.s.: Clica nas fotos que aumenta!

Zoe Saldana estava uma lindeza. Essa cor combina muito bem com o tom de pele dela e cauda é glamour sempre né! Adoro cauda!

© HFPA

A Jennifer Morrison estava bem bonita cheia de babados. Teve gente que  não gostou mas eu ADOREI. Babados são muito femininos!

© HFPA

A Dianna Agron (oi? quem é ela mesmo? rs) estava bem bonita com esse vestido. Eu só achei que faltou um pouco de peito pra encher o corpete. Nada exagerado, claro. Só um pouquinho mais entende? Mas a cauda compensa muito a falta de comissão de frente! 🙂

© HFPA

George Clooney e sua namorada (hein?!). Ele é um gato! E ela estava muito bonita com esse vestido cheio de recortes abaixo do busto. Amei!

© HFPA

Olívia Wilde toda brilhosa! À primeira vista eu não gostei do decote. Pensei que, como na Dianna, precisava de mais peito pra encher o pobrezito. Mas então li um comentário na net que dizia que se o seio fosse grande demais acabaria vulgar (e ainda compararam com o decotão da Mariah Carey) e acabei concordando. Em um segundo olhar ficou bem bonito sim….

© HFPA

A Sofia Vergara me chamou a atenção já na chegada (assisti pela TNT). Adorei o contraste de cores e a mega cauda lateral… Foi nessa cauda aí que quase pisaram durante a entrega de um dos prêmios? Não me recordo agora….

© HFPA

Emily Blunt! Gostei do vestido sereia e ainda assim vaporoso. Nem lembra a chata da personagem Emily em O Diabo Veste Prada né…. 🙂

© HFPA

Fergie e Josh Duhamel. Gostei do vestido da cintura pra baixo só. O excesso de busto estragou o tomara que caia! 😦 A presença aqui é mais pelo Josh mesmo do que por ela. Colírio né?

© HFPA

Minha mais preferida de todas! Achei muito legal o vestido da Sandra Bullock e no vídeo também deu muito movimento. E também teve gente desgostando…. rs Em um comentário dizia que parecia tecido de cortina, mas eu achei tãããããão legal! hehe

E hoje a noite tem o prêmio do Sindicato dos Atores… Vai ser transmitido pela TNT a partir das 23h (horário de Brasília). Mais red carpet pra babar!

Observação: Não tenho pretensão de ser crítica de moda ou algo que o valha. O que coloco aqui é apenas a minha opinião pessoal.

*Crédito das Fotos: Com excessão da primeira foto as demais são da própria ©HFPA/Hollywood Foreign Press Association.

A menina que roubava livros

Terminei hoje de ler esse livro mas nem conto que tem quase um ano que comecei a ler.

Não, a história não é ruim.

Muito pelo contrário.

É ótima, criativa, instigante. Afinal é a Dona Morte em pessoa contando tudo!

Por isso não sei porque demorei tanto pra terminar. Li praticamente todo o livro e parei ali, faltando 20 páginas pro final e só hoje peguei pra continuar.

Markus Zusak é mais um autor descoberto depois do quarto ou quinto livro já lançado, assim como Dan Brown.

Mas, pra mim, Markus é muito superior.

Para confirmar, só lendo os demais livros publicados em português. Ainda não temos todos por aqui.

Eveline, by James Joyce

Eveline SchroeterQuem me conhece um pouquinho mais sabe que sou bem louca pelo meu nome. E adoro ouvir da minha mãe como ela o escolheu. Resumindo, ela resolveu me dar esse nome por causa da Miss Brasil 1981 1980 (eu nasci em 1982), que se chamava Eveline Schroeter. Na época da minha gestação a Miss fazia uma propaganda de iogurte na tv e minha mamis a achou linda e simpática e tal e cá estou eu, hoje, me chamando Eveline!

E como adoro meu nome, vivo buscando coisas novas sobre ele. E quem busca acha, não é mesmo?

Assim descobri algumas coisinhas…

Banda Eveline

Primeiro: há uma banda britânica italiana  chamada Eveline (mas com site na Grã Bretanha). Tem algumas músicas bem legais! Clica aqui pra ver o site deles!

Eveline Cosmetics

Segundo: há, também, uma marca de comésticos polonesa chamada Eveline. Adorei as embalagens, bem estilosas! Clica aqui pra ver o site da empresa, que está disponível em Inglês, Polonês e em outra língua que não consegui decifrar qual é! rs

Nickel Creek

Terceiro: tem uma música bem lindinha, do grupo Nickel Creek, chamada Eveline. Volta e meia me pego ouvindo! Clica aqui pra ver no Youtube.

James Joyce

Quarto e meu preferido: James Joyce, escritor irlandês nascido no ano de 1882, portanto 100 anos antes de mim (!), escreveu um conto chamado Eveline. Alucinei claro! E é um ótimo conto, veja só. Estou apaixonada por ele desde então.

O conto faz parte da obra Dublinenses, coletânea de 15 contos do autor escritos entre 1907 e 1914.

Capa do Livro Dublinenses

E como eu gosto muito dele, posto aqui pra vocês conhecerem também. Essa versão eu retirei do site  Revista Samizdat
e foi traduzido pelo Henry Alfred Bugalho, dono do referido site.

Clica aí pra ler o conto completo.

Continuar lendo

A Sombra do Vento

Ontem eu terminei de ler A Sombra Do Vento, de Carlos Ruiz Zafón.

Meu primeiro autor espanhol e um dos livros de que mais gostei nos últimos tempos.

Vim logo postar porque, com minha péssima memória, logo logo esqueço dos detalhes importantes.

Não sou muito boa em fazer resenhas de livros porque morro de medo de largar spoilers por aí e coisa que eu mais odeio no mundo é ler spoiler mas…

Bem, o livro é daqueles que te prendem do começo ao fim. A história é narrada, principalmente, nos anos pós-II Guerra Mundial e pós-subida do General Franco ao poder na Espanha mas conta com flashbacks bem colocados, que vão preenchendo as lacunas à medida que o livro avança.

Daniel Sempere é filho de um livreiro, na cidade de Barcelona e, aos 10 anos de idade, é apresentado à um livro de Julian Carax, um autor obscuro cuja obra tende a desaparecer misteriosamente.

Buscando saber mais sobre o autor e os outros livros que publicou Daniel embarca em uma jornada de busca e, também, de autoconhecimento.

Quando mesmo que a história de Julian Carax começa a se misturar com a de Daniel? Fermín teria algo a ver com tudo isso? E Gustavo Barceló?

É um jogo de coincidências e mistérios que torna A Sombra do Vento uma leitura instigante e me levou a quase desacreditar que o final pudesse ser como foi.

Como eu disse, nada de spoilers! Depois me conte o que você achou.