North & South – DVD

Eu já tinha falado aqui sobre o livro North & South, além de falar algumas coisinhas sobre a série realizada pela BBC.

Essa semana meu exemplar da série em DVD chegou! \o/ Comprei na Livraria Cultura, aqui.

E posso dizer que vale a pena! Tem uma entrevista muito boa com Richard Armitage além de algumas cenas deletadas.

Ponto alto?

Quando ele fala sobre a cena final, diz que é uma de suas preferidas e que poderia fazer aquilo (não pense!) o dia todo… Sem contar que ele começa a entrevista bem tímido e vai se soltando ao longo dela, visivelmente se sentindo mais a vontade e se divertindo também.

A capa brasileira:

Anúncios

Pedidos de Casamento…

Ontem postei no Chá Cultural, um fórum do qual participo, um vídeo sobre um pedido de casamento.  Era de uma apresentadora dos Estados Unidos que recebeu a proposta ao vivo, no meio do telejornal. Fofo demais! Confira aqui.

E qual foi minha surpresa quando depois, no Twitter, a Constance Zahn que tem um site lindo e super completo para noivas e madrinhas posta o link de um post sobre pedidos de casamento e, pra completar, ainda pediu pras leitoras contarem como foi seu próprio pedido. Cada história linda que vocês não imaginam. Vale a pena ler e curtir muuuuuuito!

Um dos meus pedidos cinematográficos preferidos também foi citado por uma das leitoras. É do filme “Lado a Lado”, com a Julia Roberts e a Susan Sarandon. E a forma como a personagem da Julia é pedida também é fofa demais rs. Confira aqui.

Outro pedido perfeito nesse gênero é o de Derek para a Meredith, em Grey’s Anatomy. Tem homem mais perfeito do que aquele? Nâo mesmo né! rs Esse até merece um embed aqui no blog. Curtam mas não babem muito ok?

 

North & South

Nem acreditei quando cheguei hoje em casa e encontrei um pacote me esperando. Quando vi que o remetente era a Ladeira Livros então, quase surtei!

No dia 22 eu comprei o livro North & South deles via Estante Virtual e como o envio era via Encomenda Pac dos Correios nem tinha esperanças de receber antes do feriado. Por isso a surpresa foi grande.

Clique para ampliar

North & South

É uma edição de 1994, super bem conservada, que me deixou muito empolgada! Não vejo a hora de ler, embora saiba que vou demorar um pouquinho pra avançar já que pretendo ter o google idiomas ou um dicionário do lado mas vou fazer o possível pra ir até o fim.

Pra quem não sabe North & South é um livro da autora Elizabeth Gaskell e foi escrito nos anos de 1854/55 e conta a história da protagonista Margareth Hale, filha do clérigo, criada em Hellstone, localizada no campo, lugar idílico e ao sul da Inglaterra.

Entretanto é obrigada a seguir com a família para a cidade de Milton, no norte, que vive intensamente a revolução industrial, com indústrias texteis a todo o vapor.

É lá que ela conhece Mr. Thornton, dono de uma das tecelagens da cidade, e que considera, a princípio, grosseiro e de modos inferiores.

O romance aborda a evolução do relacionamento dos dois mas acompanha também o período crítico que a cidade de Milton vive com a iminência de uma greve entre o proletariado que almeja melhores condições de trabalho e melhores salários.

Aí me perguntam: mas como tu sabe tudo isso se nem leu o livro ainda e tem o inglês péssimo?

Bem, North & South também foi objeto de uma adaptação da BBC para uma minissérie em quatro capítulos e essa minissérie eu já assisti. 🙂

Clique para ampliar

A produção foi ao ar na Inglaterra em 2004 e teve o casal protagonista interpretado por Richard Armitage (Spooks, Robin Hood) e Daniela Denby-Ashe mas infelizmente não foi lançada no Brasil. Por aqui a galera que curte acaba se valendo dos downloads para ter acesso.

E ainda me pergunto como alguém tem coragem de se desfazer de um livro desses… eu não teria meeeeeesmo. Por isso tenho montes de livros aqui em casa.

A série é ótima e recomendo sempre!

World War Three

Como prometido, aqui está a segunda parte do episódio cujos vilões são os Slitheens, novamente com a participação da Dani.

Ele começa exatamente onde o anterior para, com o ataque dos Slitheens, mas o Doctor não morre e consegue reverter a situação, assim todos escapam. Ele, Rose e Harriet se trancam numa sala e com a ajuda do Mike bolam um plano para resolverem a situação.

É uma piada o Slitheen atacando o Mike e a Jackie e, depois, eles tentando ajudar pelo celular. Que vinagre milagroso!

E o Doctor consegue saber com os Slitheens o que eles queriam, que era destruir os humanos e vender o planeta Terra, só não contavam com o Doctor para impedí-los. Para isto o Mike foi super importante, mandando o míssel para lá, e aparentemente acabando com todos!

Por fim o Doctor convida o Mike para viajar com eles, mas ele não aceita.

No fim a Rose diz para a mãe que para eles a viagem é bastante tempo, mas q para ela serão somente 6 segundos, e vão embora.

Dá uma pena danada da Jackie dizendo para o Mike que já se passaram os 6 segundos e a Rose não voltou.

Fico sempre imaginando como colocar um Slitheen enorme dentro de um corpo humano, sem contar os gases… rsrsrs…

Achei os atores excelentes! Esta série é sempre perfeita, incrível! O que acharam?

P.S. da Eveline: Estou sem a primeira temporada aqui e acabei não podendo postar fotos desse episódio. Assim que ela retornar edito o post e coloco muuuuuuuuuuitas fotos! 😀

Chris Eccleston

Photobucket

Eu já falei que gosto demais do Doctor interpretado pelo Chris? Bem, se não falei, agora estou falando! A-DO-RO o Doctor que o Chris criou e fico só imaginando o que ele teria feito com o personagem se não tivesse saído tão cedo da série.

Photobucket

Seriam tantas possibilidades não?

Photobucket

Talvez David Tennant nem tivesse se tornado Doctor ou, se ainda assim ele se tornasse Doctor, hoje ainda estaria no seriado. Talvez Rose não saído tão cedo ou de forma tão dramática e, quem sabe, Martha Jones nem existisse (quem não gosta dela fica quieto e guarda o sorrisinho maldoso de triunfo tá!).

Photobucket

“Se…” é um dos exercícios mais interessantes de se fazer, principalmente quando falamos de Dr. Who.

Photobucket

Se Chris não tivesse saído quem garante que o Doctor teria se apaixonado pela Rose e vice-versa?

Photobucket

Talvez até tivesse acontecido, mas acabaria não sendo tão intenso quanto foi com o Doctor do Tennant.

Photobucket

Enfim, são muitas possibilidades, e o que me levou a escrever esse post foi a enquete aí do lado: por que? por que? por que o Tennat tá ganhando??????

Photobucket

Queria tanto que fosse o Chris! 😀

Photobucket

Mas tudo bem, eu reclamo só pelo prazer de reclamar mesmo… hehe

Photobucket

P.S. As imagens foram retiradas do primeiro episódio da primeira temporada.

Aliens of London

Bem, esse episódio e o próximo, World War Three, são duas partes da mesma história. Pedi à Dani, uma de nossas colaboradoras, que fizesse os comentários pra gente colocar aqui. Assim, em azul, teremos os comentários dela e, em preto, como sempre, os meus pitacos.

Ah, e as fotos são tiradas por mim dos episódios. Para ver em tamanho maior é só clicar nelas. Esperamos que gostem!

Rose volta para casa crente que só passaram 12 horas desde a sua ausência, mas para o espanto dela, foram 12 meses e quase matou a mãe de susto!

E a felicidade dela ao voltar? Ainda pensando que ia ser só uma mentirinha pra mãe, ao decidir dizer pra ela que tinha dormido na casa de uma amiga! Moça inocente!

Como eu disse no post anterior, o erro ao cair em Cardiff não foi o primeiro do Doc. Mais uma vez, aqui, ele erra feio no desembarque. E acho muito legal como ele fica preocupado com a Rose quando descobre que errou.

E eu não podia, jamais, deixar de comentar o tapão que a Jackie dá no Doctor! Adoro! Ainda mais por causa da cara que ele e a Rose fazem depois!!!! De dar muitas gargalhadas na frente da tv!

Photobucket

E estando em Londres o problema veio atrás deles, com a queda de uma nave espacial. Eles vão até o local mas está interditado, então a Rose dá a idéia de ir para casa e ver pela tv como todos. O Doctor está super feliz, diz que é o que ele mais gosta, de ver a história acontecendo na frente dele!

O mais engraçado nesse trecho é que a nave cai justamente quando a Rose tá se gabando de ser uma pessoa única na Terra por já ter visto alienígenas e naves espaciais!

E esta foto me lembrou agora um outro evento. Alguém se habilita?

Quando descobrem para onde foi parar o “corpo extraterrestre” o Doctor dá um jeito de ir descobrir algo. Descobre que o corpo é uma falsificação, e vão para o escritório do Primeiro Ministro.


Lá aparecem funcionários do governo de departamentos estranhos, e descobrimos que são os Slitheens disfarçados de humanos, e temos na deputada Harriet Jones uma nova aliada.

Eu confesso que não gosto desses alienígenas. São os que mais me causam repúdio em toda a série e, por isso, acho que a atriz na foto acima é ótima. Soube encarnar muito bem o personagem…

Photobucket

Este episódio foi interessante, principalmente pelo fato da Jackie descobrir o que a Rose estava aprontando, viajando pelas galáxias. A cara que a Jackie faz quando o Doctor chega com a Tardis é impagável! E o episódio termina com todos sendo atacados pelos Slitheens.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

No próximo post, a parte final desta história!

Photobucket

The Unquiet Dead

The Unquiet Dead, terceiro episódio da primeita temporada tem a participação de ninguém menos do que Charles Dickens!!!!

Uma das coisas mais legais em Doctor Who é esse talento para misturar ficção científica e história, sem contar os erros do Doc não é? É nesse episódio, salvo engano, que é mostrado o primeiro erro dele ao tentar ir para um lugar e cair em outro. E esse “outro” lugar, normalmente, é Cardiff.

Cardiff tem uma participação singular ao longo de toda a série e quando menos se espera, lá está ela aparecendo novamente. Eu diria até que é uma outra personagem, atuando ao lado do Doctor e suas acompanhantes.

Logo no início há uma das primeiras indicações do tamanho real da Tardis já que, como estão indo para o passado, Rose precisa de roupas adequadas. Então o Doctor solta instruções realmente longas de como fazer para chegar no tal armário. Só de ouvir fiquei confusa pois são corredores e curvas que não acabam mais!

E eu simplesmente a-do-ro o Doctor tietando o C. Dickens enquanto estão na carruagem indo atrás da Rose. É demais, porque ele fica realmente encantado ao se dar conta de que está com “O” Charles Dickens! rs

Mas tirando esses detalhes, confesso que é um dos episódios que não me chamaram tanto a atenção em toda a série, tanto que assisti apenas uma vez. Tudo bem, vi umas partes pra esse post, mas só umas partes. Definitivamente não consigo assisti-lo inteiro novamente!

Como sempre, o que mais me chama a atenção são os sorrisos estonteantes do Chris. Sempre que vê alguma coisa legal ou algo está acontecendo ele solta um Fantastic, com aquele sotaque incrível e depois larga um sorrisão daqueles na tela!

Uma das curiosidades desse episódio é que a empregada da funerária é interpretada pela mesma atriz que vem a ser a Gwen, em Torchwood!!!! Demais, embora eu só a tenha reconhecido por causa dos dentes da frente separados! rsrs.. Será que é o charme das personagens ou faltou alguém indicar um dentista?

Impagável também é Rose “abrindo” a mente da empregada para os estudos e conversando sobre garotos com ela. Totalmente adolescente e mulherzinha.

A parte triste desse episódio é o sacrifício de um dos personagens, além de uma faceta do Doctor que ainda vai ser mais explorada no seriado: por não ser humano e ser praticamente imortal, seu código moral não é exatamente igual ao nosso e um de seus primeiros embates com a Rose por causa disso acontecem aqui. Assim, também conseguimos ver um pouco mais da sua personalidade e modo de pensar.